Você sabe se sua taxa de condomínio é cara?

Valor da taxa de condomínio sempre foi o mais discutido nas assembleias, mesmo quando não estão na pauta. É uma preocupação constante e habitual,  e que desde 2014, vem aumentando consideravelmente, devido as mudanças econômicas que vem ocorrendo no país.

Mas será que a taxa de condomínio é realmente cara?

Via de regra, fazendo uma melhor análise, hoje, devido aos custos de empregados, encargos sociais, e outros encargos trabalhistas, em média 50% a 55%  das taxas de condômino, são despesas exclusivas com funcionários. Depois, vem a conta de água que gira entre 10% a 13%, e ainda temos a conta de luz que fica entre 7% a 9%. Somente estas três despesas citadas, chegam em alguns condomínios em até 75% de todas as despesas, principalmente depois do aumento das tarifas de serviços públicos. Visto isto, as demais despesas são de manutenção, produtos e outros serviços.

Então o que os condomínios tem feito para diminuir suas taxas?

Hoje, alguns condomínios tem optado em abrir mão da portaria 24, que tem demonstrado ser mais uma segurança psicológica do que efetiva. E com isto, vem surgindo investimentos em segurança eletrônica, inclusive serviços de portaria virtual. Tudo em nome da economia. Lembramos que em muitos lugares como Europa e Estados Unidos, portaria 24hrs, e assessorista, são figuras que praticamente não existem. È um luxo que poucos podem bancar.

Lógico que também, tem a questão da segurança que deve ser avaliada, e que no Brasil é preocupante. Tudo é uma questão cultural, pois, estas funções assim como de empregas domesticas eram relativamente baratas, e hoje não são, principalmente com aumento salarial anual, que ocorre em torno de 9%. Mas mesmo assim,  muitos não abrem mão de ter alguém apertando o botão para abrir o portão da garagem ou o eletrônico.

Quanto às tarifas públicas, não há o que fazer, além de campanhas para economizar consumo, e em alguns caso, individuação de consumo de água que segundo especialistas, trazem economia individual de até 40%, além de ser mais justo.

Podem ser feitas economia nas demais  despesas, que por serem bem pulverizadas, não representará muito no rateio final, alem de corre o risco na perda de qualidade de serviços e produtos.

Desta forma, da para fazer uma melhor avaliação, se seu condomínio é caro, considerando  todos os serviços e produtos de consumos que são disponibilizados a todos os condôminos, avaliando principalmente a necessidade, interesse e custo de cada um.

Então, o que seu condomínio faz para economizar? Envie-nos uma mensagem.

...

Receba nossos materiais no email

Dicas, informações úteis, legislação e muito conhecimento sobre gestão e condomínios.

Downloads gratuitos